Posted on

O que você precisa saber sobre a nova transparência dos anúncios do Facebook

Uma das bases da publicidade no Facebook é a capacidade de segmentar seu público para servir artes criativas relevantes e personalizados para diferentes usuários. O anúncio que você faz para uma mulher de 25 anos não será o mesmo para o público masculino na faixa dos 50. Especialmente, porque você deve se comunicar com eles de maneiras diferentes. O Facebook no mês passado anunciou mudanças drásticas nas suas regras em torno da transparência do anúncio, que eu explicarei com mais detalhes aqui.

 

Quais mudanças estão chegando?

A partir deste mês, em um pequeno teste no Canadá, os usuários que visitarem a página de um negócio podem selecionar a opção para “Visualizar anúncios”. Isso permitirá que eles vejam todos os anúncios que estão sendo atendidos por aquela companhia, representados naquela página – incluindo Messenger e  Instagram – independentemente de cair na audiência originalmente destinada a vê-los ou não. Todas as compras publicitárias terão que estar associadas a uma página, o que impedirá que os anunciantes “contornem” essa divulgação.

Para a maioria das páginas, os usuários não poderão ver nenhum detalhe em cliques ou segmentações relacionadas a esses anúncios e eles só os verão no ambiente de notícias. Eles não saberão se esse anúncio gerou uma impressão na Rede de Audiência do Facebook ou 1 milhão no Instagram. Mas eles terão uma visão geral completa do conteúdo do anúncio pago desta página.

 

Por que essas mudanças estão acontecendo?

O Facebook sofreu uma enorme pressão dos governos de certos países e do público geral, para fornecer mais transparência em relação à sua publicidade, uma vez que foi revelado que os anúncios atendidos pelas páginas apoiadas pela Rússia atingiram 10 milhões de americanos no período anterior às eleições do ano passado.

Inicialmente, o Facebook negou que tal coisa poderia ter acontecido, então disse que aconteceu, mas não teria tido muito impacto e, finalmente, admitiu que “embora o volume dessas postagens fosse uma pequena fração do conteúdo geral no Facebook, qualquer quantia é demais “.

O que realmente é.

Mas é muito preocupante pensar que um país pode influenciar o resultado da eleição de outros usando plataformas que fazem parte da nossa vida cotidiana.

 

Mas ninguém gosta de mudar!

Bem, neste caso, o público e o governo provavelmente o farão. Os governos precisam proteger os fundamentos da democracia e as pessoas não gostam de sentir enganadas.

Esta mudança do Facebook simplesmente colocará sua publicidade sob os mesmos níveis de apuração, com as garantias do Facebook de que nenhum dado de segmentação ou impressão acompanhará os anúncios.

  • O  Facebook confirmou que apenas os anúncios ativos que estão sendo servidos para uma página serão visíveis aos usuários.

OBS: A exceção a isso são as páginas políticas. Com a política no miolo de todo esse problema, o Facebook exigirá níveis de transparência maiores desses anunciantes. À medida que o teste for lançado para os EUA no próximo ano, para as eleições federais, os usuários poderão visualizar dados sobre segmentação, gastos e impressões, bem como anúncios históricos, não apenas ativos. Essa mudança deve tranquilizar qualquer pessoa que se sinta enganada por falsas notícias e políticos desonestos ultimamente.

 

O que esperar em seguida?

À medida em que o teste no Canadá progride,  é esperado que o Facebook… Seja transparente sobre suas novas regras de transparência. Será interessante ouvir se essa visibilidade tem algum impacto sobre os anunciantes graças ao roubo de ideias.

Embora sejam esperados ajustes, essas mudanças serão lançadas globalmente de alguma forma ao longo de 2018.  Ainda há algumas perguntas sem resposta, mas qualquer coisa que possa impedir a futura interferência das eleições e aumentar a confiança das pessoas na plataforma deve ser vista apenas como uma coisa boa.